• acenderstudio

Rede Globo faz homenagem a aluna do professor Kallel Cavalcanti

Atualizado: Jan 22



Na série "Obrigado Petrolina", em comemoração ao aniversário da cidade, a TV Grande Rio conta a história de Ayanne, jovem musicista que aprendeu a tocar violino em um projeto social na cidade, e que hoje dá aulas de música para dezenas de crianças.


Ela abre a caixa como se fosse um tesouro um instrumento valioso de quatro cordas: o violino. Aiane se apaixonou pelo instrumento a primeira vista e ele mudou os planos dela de uma vida inteira e em 2007 a menina de 15 anos teve a oportunidade de aprender a tocar violino. o professor Kallel fez um projeto social na escola pública onde Ayanne estudava. Foi aí que tudo começou.



Mas o início da caminhada com a música foi um tanto inusitada: "Eu elaborei um teste se para uma turma de alunos e voluntários na escola pública né e o que acontece para ver quem estava interessado em aprender. Então esse teste foi aplicado e a Ayanne não passou no teste e a gente não! Mas rapaz, tem poucos alunos eu preciso de mais alunos vamos refazer o teste. A gente refez o teste e eu fiquei sabendo depois que o ex-namorado dela que hoje ex-namorado dela deu a cola do teste para ela, por isso ela passou isso não foi legal, porém de vendo de outra forma podemos dizer que foi legal em ralação a avaliação da aptidão das pessoas e porquê e nisso foi legal, pois também você testar as pessoas, a forma de você testar e avaliar as pessoas não quer dizer que aquela pessoa não vai ter capacidade de se superar e de aprender alguma coisa. A prova tá aqui aí, Ayanne uma ótima aluna, ótima profissional", disse o professor Kallel.


"Passar em teste colando não é nada legal mas isso mostra e prova assim, eu tive que provar que eu era capaz. Eu passei tive a chance de estar lá fazendo. E aí eu aproveitei toda oportunidade que o professor dava as aulas para estudar e mostrar que era capaz de tocar mesmo como eu achava lindo ele tocando e aí quando eu vi pela primeira vez o violino que ele levou e ele abriu foi... eu acho que foi assim uma paixão à primeira vista o case (estojo) dele todo vermelhinho dentro violino aí aquilo foi... nossa!", disse Ayanne.


E aí Ayanne lembra de cada detalhe o professor meio Carrasco pegava no pé da aluna exigia dedicação e disciplina como ela falou dele: (Ayanne) "ele devia ter um rancorzinho comigo sobre o teste e aí eu errado eu era eu não sei o que era não sei se ficava nervosa eu estudava, estudava história falei acertei vamos porque tinha que passar o exercício tocando para ele para a gente poder passar de exercício eu errava tudo é raiva tudo desafinava mas foi bom ele ser carrasco comigo foi, foi bom porque eu tive que me superar."


Em pouco tempo vieram os frutos: Ayanne participou do Quarteto Mosaico grupo que revelou muitos talentos e ajudou a tornar a música clássica mais acessível.


Em 2012 Ayanne conseguiu o primeiro emprego formal em uma escola particular da cidade como professora de iniciação musical para crianças, nascia o outro amor; dar aula de música e hoje ela influencia a vida de dezenas de crianças.


(Ayanne) - " saber que eu posso transformar a vida de outras pessoas de outros de outras crianças que querem aprender música assim como eu quis quando eu era criança isso é gratificante eu acho que é a maior gratificação que um professor pode ter que foi a profissão que eu escolhi que eu sou até hoje.

É você transformar vidas é você transformar e saber que essas vidas podem transformar a cidade culturalmente que é uma cidade que cresce a população cresce a cultura cresce. Então a gente tem esse poder da transformação e isso é não tem outra outro adjetivo assim, que eu posso usar que é ser grata ...." ,


(Vanda)

Eita que esse professor Kallel também tem história aqui em Petrolina.


Assista a reportagem e inscreva-se no canal do YouTube



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo